Av. Ana Costa, 296, 3º Andar - Campo Grande - Santos/SP


Av. 9 de Abril, 2.950, Térreo - Vila Nova - Cubatão

Artigos


Saudimagem - aconselhamento genético <a href="http://br.freepik.com/fotos-gratis/doutor-que-fala-com-os-pacientes_861533.htm">Projetado pelo Freepik</a>

O objetivo principal é identificar casais que apresentam riscos elevados para uma determinada condição no período anterior e posterior à gestação afim de obter informações detalhadas a respeito dos seu riscos e a sua eventual prevenção e suas possibilidades de diagnóstico.

Enumera-se aqui os principais fatores de risco materno-fetais que condicionam aumento de risco para alterações fetais, sendo que metade destes fatores podem ser identificados no período anterior à gestação desde que seja realizado uma investigação adequada.

 

 

FATORES DE RISCO PARA ALTERAÇÕES FETAIS:

I – IDENTIFICÁVEIS ANTES DA GESTAÇÃO:

  • idade materna elevada (acima de 35 anos);
  • consangüinidade;
  • história familiar positiva para doença hereditária;
  • etnia;
  • história obstétrica pregressa desfavorável;
  • doença materna e medicamentos.

 

II – IDENTIFICÁVEIS DURANTE A GESTAÇÃO:

  • infecção materna;
  • exposição materna a teratogênicos;
  • exposição a radiações ionizantes;
  • farmacodependências;
  • oligoâmnio e polihidrâmnio;
  • níveis elevados ou reduzidos de alfafetoproteína.

 

No aconselhamento genético pré-natal destacamos as seguintes atividades:

1 – A história familiar é realizada com detalhes, construindo-se o heredograma. Deve-se obter informações da idade de cada indivíduo; idade e causa dos óbitos; presença de defeitos congênitos; retardo mental; dificuldades de aprendizado; déficits sensoriais; doença crônicas ou alguma doença genética.

2 – A análise detalhada da gestação atual permite identificar possíveis elementos de risco de teratogênese ( químicos, drogas, infecções, radiações) ou doenças maternas que potencialmente apresentam riscos de alterações fetais.

3 – A orientação quanto os riscos de transmissão de uma doença e a sua gravidade influenciam a maneira com que o casal aceita a gestação e orienta exames diagnósticos.

4 – Um dos objetivos mais importantes do aconselhamento genético é auxiliar os pacientes quanto às opções disponíveis. O casal deve ser assistido a tomar a melhor decisão que lhe melhor parecer.

Autora: Dra. Patrícia Thomaz de Oliveira – CRM: 79.931
Médica especialista em Ultra-sonografia Ginecológica, Obstétrica e Medicina Fetal pela FEBRASGO e também Membro da equipe da Saudimagem.

Na Saudimagem é realizado serviço de assessoria especial à gestante. Consulte os nossos médicos.